Descubra como massagens na gestação podem te beneficiar

A massagem para gestantes não é uma regra do período de gestação, mas é algo que pode trazer muitos benefícios e proporcionar mais conforto para futura mamãe.

Por este motivo, a prática tem se tornado cada vez mais comum e já são procedimentos frequentes em muitas clínicas e academias.

Durante o período de gestação, as futuras mamães passam por diversos momentos de cansaço e stress. É justamente aí que entra um dos principais benefícios da massagem: auxiliar no equilíbrio entre corpo, mente e espírito. É também durante a gestação que o corpo da mulher passa por diversas mudanças externas e internas.

Neste período a massagem surge como uma aliada, ajudando a diminuir as dores corporais, principalmente nas costas e nas pernas, causadas pelo peso da barriga.

Mas também é importantes atentar par algumas questões que são muito importantes, como, por exemplo: Há alguma restrição? Qualquer pessoa pode fazer a massagem em uma gestante? A massagem pode ser feita em qualquer local? E quais são as técnicas necessárias? Todas essas perguntas precisam estar bem esclarecidas antes de qualquer ação, pois o principal de tudo é a segurança do bebê e de sua mãe e o melhor de tudo é que existem hoje diversos cursos e estudos dedicados ao assunto.

Primeiramente é preciso saber que a massagem na gestante exige conhecimentos específicos e não pode ser feita por qualquer pessoa. Ela deve ser feita por um profissional qualificado. E há, sim, algumas restrições e cuidados que devem ser respeitados.

Leia também: benefícios da massagem na menopausa

Cuidados essenciais durante a massagem para grávidas

A duração total da massagem não deve ultrapassar 40 minutos e esta pode ser realizada sempre que a mulher desejar, embora seja recomendado alguma frequência como pelo menos 1 ou 2 vezes por semana, para que os benefícios possam ser alcançados.

Não devem ser estimulados os seguintes pontos reflexos: Posição mediana entre o polegar e o dedo indicador, parte interna dos joelhos e também à volta dos tornozelos porque favorecem a contração uterina.

A massagem pode ser realizada com óleo de amêndoa doce, óleo de semente de uva ou um creme hidratante de preferência próprio para massagem porque desliza melhor na pele, sendo mais lentamente absorvido que um creme hidratante comum.

É preciso cuidado com os óleos essenciais presente em alguns óleos e hidratantes porque eles são feitos de plantas medicinais e nem todas podem ser usadas na gravidez. Conheça algumas plantas contraindicadas na gestação que não podem ser ingeridas, mas que também podem ser prejudiciais se forem absorvidas pela pele.

Tipos de massagens para grávidas

Alguns bons exemplos de massagens que podem ser realizadas durante a gestação são:

Drenagem linfática manual

Drenagem Linfática Ajuda na eliminação de líquido que, por algum motivo, está retido no organismo. Este tipo de massagem, em geral, usa as mesmas manobras da massagem clássica. Normalmente é muito suave.

Massagem relaxante

É uma técnica aplicada com movimentos suaves utilizando apenas as mãos na musculatura do corpo.

Durante a massagem são utilizados óleos vegetais que auxiliam a execução dos movimentos sempre contínuos, mantendo um ritmo específico para estimular a produção de hormônios responsáveis pelo relaxamento.

A massagem relaxante libera um hormônio chamado ocitocina que combate a tensão muscular, auxilia no fluxo intestinal, estabiliza a pressão arterial e principalmente diminui o estresse.

De modo geral a massagem relaxante promove um profundo estado de relaxamento, diminui as dores musculares e cãibras, já que aumenta a circulação sanguínea e oxigena melhor as células.

Por estimular a drenagem linfática, a massagem relaxante auxilia na eliminação das toxinas do corpo e a remoção de resíduos tóxicos que se formam nas fibras musculares como o ácido láctico (o que contribui para o alivio das dores musculares), aumenta o tônus muscular e hidrata a pele (aumentando a elasticidade da pele que deixa a mesma mais macia e bonita).

Massagem terapêutica

É uma massagem, que é oferecida com o objetivo de obter um benefício terapêutico. Ela difere da massagem de relaxamento. Apesar da massagem terapêutica servir muitas vezes para relaxar, o objetivo final da sessão ou série de sessões não é o relaxamento.

Massagem Ayurvédica

A massagem ayurvédica (Ayur significa Vida e Veda significa
Ciência ou Conhecimento) é uma técnica de massagem muito utilizada por médicos e terapeutas ayurvédicos é conhecida como a mais completa e mais antiga técnica de massagem natural, tendo sido criada há mais de 5 mil anos segundo registros históricos, e segundo estudos, esta técnica é mais praticada na Índia, onde cerca de 80% da população pratica esta técnica milenar.

Benefícios:

Segundo relatos profissionais, a massagem ayurvédica pode ser realizada em pessoas de qualquer idade e não há nenhuma contra indicação aparente.
Este tipo de técnica é muito indicada e eficaz nos seguintes casos:

pessoas que sofrem com dores musculares moderadas
enxaqueca
problemas na coluna (como má postura)
depressões
síndrome do pânico
stress
ansiedade

Massagem nos pés ou reflexologia

Reflexologia Pressões no pé ou na mão para estimular e equilibrar a energia das pessoas. Cada ponto tem um órgão correspondente. A sola do pé engloba todos os órgãos do corpo. Por meio de pressões, é possível estimular os órgãos e relaxar o corpo.

Whatsu

Watsu significa a massagem Shiatsu feita na água (wa = water e atsu =shiatsu). Já recebi essa técnica é muito interessante, mas deve ser feita em uma piscina aquecida, pois como é muito relaxante, ela diminui a pressão fazendo a pessoa sentir frio. Um excelente benefício é que não fica em uma mesma posição, portanto é ideal para quem não consegue ficar muito tempo deitado na mesma posição.

Yoni massagem

Existe ainda uma outra massagem indicada para gestantes que é a massagem pélvica, que só deve ser realizada na fase final da gestação, pela própria mulher ou seu companheiro, diretamente na região íntima e períneo para preparar o corpo, aumentando a flexibilidade dos músculos pélvicos, estimulando o parto normal.

Esta massagem deve ser orientada por um profissional especializado nesse método.

Posições recomendadas para receber massagem

O essencial é nunca pressionar a barriga e por isso quem tem uma maca especial para grávidas, que possui uma abertura no meio, tem mais vantagem quando é preciso tratar as costas, mas se esta maca não for acessível, pode-se recorrer a almofadas e apoios que podem ajudar a manter o conforto da mulher, garantindo seu relaxamento durante toda a massagem.

Para massagear o rosto, peitoral e barriga: Deitada de barriga para cima

A mulher deve ter as pernas apoiadas em cima de uma almofada em forma de triângulo que permite que as pernas fiquem fletidas, e os joelhos fiquem bem elevados, porque isso evita o aumento da pressão intra-abdominal e confere maior conforto e apoio para a coluna.

No entanto, essa posição pode diminuir um pouco a quantidade de oxigênio que chega até o bebê e por isso a mulher não deve ficar nessa posição por muito tempo.

A massagem na barriga deve ser muito suave e não deve durar mais do que 2 minutos porque pode favorecer a contração uterina.

Para massagear o pescoço, costas e pernas: Deitada de lado ou Sentada

É mais indicado que a mulher fique deitada sobre o lado esquerdo do corpo durante a massagem e as almofadas podem estar posicionadas embaixo da cabeça e entre as pernas, o corpo pode estar ligeiramente inclinado para frente.

Algumas grávidas preferem não apoiar uma perna sobre a outra, mas deixar a perna que está mais em cima do corpo relaxada, mas apoiada com o joelho na maca, um pouco mais à frente do corpo.

Se esta posição ainda não for muito confortável, poderá receber a massagem nas costas e no pescoço estando sentada com a cabeça e os braços apoiados numa outra cadeira, desde que consiga relaxar nessa posição.

Os benefícios da massagem na gravidez

diminuição da dor nas costas e nas pernas,

o aumento da hidratação da pele,

contribui na prevenção das estrias,

melhora a auto-estima,

diminui o estresse e a ansiedade

fortalece a musculatura; e

ajuda a prevenir a pré-eclampsia e eclampsia (hiper-tensão arterial)

Contribui até mesmo para o combate a depressão sendo por isso uma boa estratégia natural para melhorar a qualidade de vida da mulher nesta fase de tantas alterações físicas e emocionais.

Não é recomendado a massagem na gravidez

Existem casos onde a gestante não pode ser massageada durante a gravidez, como é o caso de mulheres com:

Pressão alta descontrolada, porque a pressão sanguínea pode subir durante a massagem,Trombose venosa profunda porque o trombo pode se deslocar e chegar ao coração ou pulmão eInsuficiência renal porque o líquidos em excesso serão direcionados para os rins e se estes não forem eficientes na filtração, podem ser lesionados.

As massagens também não devem ser realizadas no primeiro trimestre de gestação porque nessa fase o risco da mulher perder o bebê é maior, sendo melhor não arriscar.

Siga Deusas na redes
Deusas do seculo21

Comentários

comentários

Isabela Castro

Isabela Castro

Terapeuta corporal e massoterapeuta e tenho por objetivo aplicar princípios, métodos e técnicas de terapias naturais com a finalidade de manter, equilibrar ou restabelecer a saúde, a harmonia e a qualidade de vida através do corpo. Desenvolvendo trabalho com mulheres através da massoterapia, com foco no auto conhecimento da essência feminina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *